Desenvolvimento Pessoal

O Objectivo deste site

 

Cito novamente as razões que já apresentei no espaço dedicado ao Centro Cultural, e no espaço Centro de Estudos:

 

“ O objectivo do Cantinhodeluz, é o de transmitir algumas bases de conhecimento conjugando os princípios Universais das  Tradições Filosófico-Religiosas, com o propósito de “ Re-despertar” e enriquecer a semente que habita em cada um de nós, para que possamos despertar sentimentos Fraternos, dando sentido á nossa existência, o qual possibilitará  o desenvolvimento colectivo  da Humanidade.

 

Só vestindo-nos de valores, e de  “conhecimento” que estimulem a ligação ao coração, á Alma e ao Sagrado, podemos ceifar a ignorância de uma memória perdida, perdida pela desconexão do Divino que em nós habita, perdida por uma educação de excesso de analisicismo, a que Roberto Crema chama “Sindrome de analisicismo”.

 

Numa época de transição de “Novos Tempos”, urge a necessidade de integrarmos na nossa educação, riquezas ancestrais, que nos possam permitir uma melhor orientação para as nossas vidas, que nos possam permitir uma melhor colaboração na reestruturação social, que nos permitam adquirir a necessária sensibilização e colaboração para salvar o Planeta, onde habitamos.

 

Pretendemos incentivar  o leitor (a), a  iniciar o seu processo de Auto-Cultura ou de “Contra-Cultura” a partir de agora, pois nos parece que será preciso esperar alguns anos para que as nossas Escolas, Liceus e Universidades façam uma adaptação entre o velho Paradigma Educacional, readaptando-o a uma nova Proposta de Complementaridade. A Declaração de Veneza, no Colóquio realizado por Cientistas Mundiais  : “A Ciência face aos confins do Conhecimento “ 1986, assim bem como tantos outros Colóquios preconizados pela Unesco  têm vindo a defender o mesmo contexto. Neste contexto há que passar de uma cultura conformista e cambiante, seguindo modismos, para uma aplicação dinâmica dos valores essenciais da filosofia, das ciências, das Religiões e das artes, integrando o Passado e adicionando-o ao presente, ao Serviço do Futuro!.

 

Tal como apresenta  Basarab Nicolescu ( físico Quântico), todos os ramos de conhecimento sem nenhuma excepção  devem ser abrangidos pela transdisciplinaridade das chamadas Ciências “Humanas” e “ Exactas”, onde também a Filosofia, Artes e a “Grande”  Tradição, podem constituir uma Meta-Ciência, em que o estudo do Homem e do Universo se sustentarão um ao outro.

 

Neste sentido, trata-se de um conceito referido por  René Guénon (A Crise do Mundo Moderno -Lisboa, 1977), praticado em tempos áureos na  Antiguidade Clássica  Ocidental, não falamos de um “Novo Conhecimento”, mas sim de uma  forma Totalizante de dinamizar a cultura, falamos de reintegrar, o conhecimento do passado quer do Ocidente quer do Oriente e trazê-lo ao presente, numa corrente Renascentista de ressurgimento, preconizando a  re-ligação com o Sagrado, á luz da Ciência Antiga e Moderna.

 

O  Cantinhodeluz tem também por objectivo o de  incentivar a evolução  pessoal de cada individuo,  para que possamos contribuir, cada um de nós, para a Evolução Colectiva da Humanidade, para que  possamos  expandir a nossa  consciência, e não continuar a escrever a nossa  história,  em perpétuo conflito; porque:

 

- A verdadeira prisão, é a ignorância existencial, a ignorância das nossas potencialidades e o desconhecimento da nossa ligação com o próprio Universo.

 

- É necessário que tenhamos conhecimento das leis da natureza e do universo, para que saibamos interpretar, compreender e aceitar cada acontecimento da vida, com serenidade, confiança, harmonia, e preenchê-la com significado, com valores, com consciência, com a vida, essa é a nossa maior riqueza.

 

É necessário fazer ressurgir o conhecimento perene, que a  Tradição das Correntes Filosófico/Religiosas & Cientificas nos legaram, numa  Corrente Neo-Renascentista, re-ligando o que foi desligado: Metafísica, Religião, Filosofia, Ciência Moderna & Antiga, Artes, e Ecologia; unindo a Tradição Perene do Oriente e do Ocidente ao Presente, ao serviço do “ novo” Homem num “novo” Tempo!

 

- É necessário voltarmos costas ao obscurantismo espiritual, às superstições, aos Dogmas, ao fanatismo, á especulação, à separatividade. Mas é preciso estar atento, para saber discernir o trigo e o joio, e para não cair no mesmo erro, que é de ir de extremo a extremo, é preciso sair-mos da Neurose do Consumismo, sem cair-mos no extremo da Neurose do Paraíso Perdido.

 

- É necessário que o Homem assuma a responsabilidade do seu livre arbitruo, para com o Meio-Ambiente, porque o seu comportamento condiciona o futuro de toda a Corrente de Evolução, constituída por todas as formas de vida, que connosco povoam o Universo.

 

- É necessário desprogramar as palavras : agressão, vingança, raiva, materialismo,  julgamento, medo e culpa, das nossas Vidas.

 

- É necessário reaprender  o significado do  Amor de que nos falou Jesus há 2.000 anos. É preciso aprender a perdoar, porque só o perdão nos liberta dos grilhões do passado,  Jesus ensinou : “Amai-vos uns aos outros”, e ainda  : “Amarás”

 

- É necessário caminharmos de mãos dadas com o  conhecimento, pela via   da auto-descoberta e integração interior, no caminho da  UNIVERSALIDADE!.

O caminho que devemos percorrer para conseguir-mos a realização como Seres Humanos, é o desenvolvimento gradual da nossa consciência,  a qual nos permitirá adquirir cada vez mais, uma clara visão de nós mesmos, do Universo e do significado da vida, numa compreensão mais  clara de que todos nós somos Unos com Todos, e com o “Todo” ; confiantes no Divino que em nós habita, o qual  nos levará das trevas para a Luz, da dor para a alegria, que  levará  o Homem “como mediador entre o Céu e Terra”.  Lembramos o que afirmaram:

 

- Jesus : (S. Mateus, 18-18) : “ Em verdade vos digo que tudo o que ligardes na terra será ligado no Céu, e tudo o que desligares na terra será desligado no Céu”

 

- Dante : “ cada pessoa é convocada a fazer a ponte entre o Céu e a Terra, e a desenvolver raízes a asas”.

 

Palavras de Teilhard du Chardin: “Não somos seres humanos passando por uma experiência espiritual. Somos seres espirituais passando por uma experiência humana”.

 

Helena Blavatsky : “ Todos os Homens têm espiritualmente e fisicamente a mesma origem. Como a Humanidade tem fundamentalmente uma única e mesma essência, e essa essência é una, infinita, incriada e eterna, quer a chamemos Deus ou Natureza, nada portanto pode afectar uma nação ou um Homem, sem afectar todas as nações e toda a Humanidade “

 

Helena Blavatsky: “ A identidade da nossa origem física, não apela aos nossos mais elevados e profundos sentimentos. A matéria, despojada de sua Alma e espírito, da sua Divina Essência, não pode falar ao coração Humano. Mas a Identidade da Alma e do espírito uma vez profundamente enraizada em nossos corações, nos levaria longe no caminho da Boa Vontade Fraternal”……  “ O principio da Fraternidade da Humanidade é uma das verdades eternas que governam o progresso do Mundo, em linhas que distinguem a natureza Humana, da natureza bruta”

 

O Apostolo S. Paulo ( Epistola aos Coríntios): “se há um corpo animal também há um corpo espiritual”.

 

S. Tiago –(epistola III 15-17) :  “ esta sabedoria não é a que desce do alto, mas é a terrena, a animal, a sabedoria que vem do alto é pura, pacifica, modesta, misericordiosa, não julgadora”. 

 

- Nesta página esforçámo-nos para oferecer-lhe  algumas actualidades, e esforçámo-nos essencialmente para oferecer-lhe  muitas “Antiguidades” absolutamente actuais!

 

Bem vindos Amigos evolutivos!